As cantadas do pedreiro geek

16 04 2009
nota: este post apresenta um alto grau de Twitterabilidade.

Bem, galere, como muitos de vocês já sabem, a gente aqui da Lan House do Purgatório siamarra no Twitter. Lá, eu sou o @Alelex88 miserável. A Ludivon postou aqui semana passada falando da série história triste encantadora que ela iniciou por lá com a brinks “Ser geek é…”. Suceeeeeesso!

Este post é pra falar da série miserável que comecei mês passado e só foi suceeeeeeesso esta semana: as patéticas zeniais cantadas de pedreiro geek.

Começou assim. Eu tava caminhando pela rua quando passou por mim uma menina tão linda que eu tive vontade de favoritá-la. Twittei isso aquela noite. Em seguida, imaginei que se eu fosse um pedreiro e quisesse mandar uma cantada daquelas bem cafa, provavelmente ia ficar parecendo mais um pedreiro geek. E assim nasceu a primeira cantada:

“essa daí eu favoritava todinha” #pedreiro_geek

Dois favoritaram essa twittada, outros deram reply rindo. Vi que a galere tinha shamado a nasa gostado.

Esta semana, lembrei de fazer a brinks de novo. Zemza! A zeniau Danieli Moreira (@danielimoreira no Twitter, sigam ela já!) mandou a seguinte resposta:

“ô, lá no meu domínio…” #pedreiro_geek

Mew… Ela foi mandando uma melhor que a outra e não parava mais. Eu tentei acompanhar, mas meu lado pedreiro não deu nem pra saída, aí mais gemza foi entrando e, no momento em que escrevo este post, uma busca pela tag #pedreiro_geek gera mais de 15 páginas no Advanced Search do Twitter.

A @twittess, uma espécie de japa-da-boca-aberta brasileira anabolizada por script (só entende quem twitta), seguida por mais de 19 mil gemzas e que manda links como se não houvesse amanhã, chegou a retwittar uma das cantadas da Ludivon. Suceeeeeeeeesso.

Então, chega de lenga-lenga, e fiquem com uma primeira seleção das melhores cantadas de pedreiro geek que rolaram no Twitter esta semana:

  • danielimoreira: você acredita em amor ao primeiro pageview? #pedreiro_geek
  • danielimoreira: seu nome é hoax? por que você é muito linda pra ser verdade… #pedreiro_geek
  • danielimoreira: eu sou noob aqui, me ensina como faz download do teu coração? #pedreiro_geek
  • conradoo: que del.icio.us, hein, que pedaço de bad gateway! #pedreiro_geek
  • leozera: você é o gif que anima minha vida #pedreiro_geek
  • danielimoreira: aí, gata, vai abrir esse teu código pra mim ou eu vou ter que invadir o sistema? #pedreiro_geek
  • danielimoreira: ô, gata, você é fia de programador? por que tá com o código tudo certinho… #pedreiro_geek
  • fellipevernon: “Oh, my Google!!! I’m loading……….97%!!!” #pedreiro_geek
  • hacksp: Vc é a entrada USB do meu Pen Drive #pedreiro_geek
  • couldsaymyname: “O seu cachorrinho tem gmail?” #pedreiro_geek
  • fabianny: “miamarrei no teu template” #pedreiro_geek
  • gabrielouback: me joga o capacete e me chama de #DarthVader #pedreiro_geek
  • danielimoreira: aí, gata, deixa eu invadir teu espaço negativo, vamo ficar juntinho, fazer um kerning gostoso #pedreiro_geek_designer
  • vanessa_aguiar: “vem pro myspace que eu te dou 5 estrelinhas” #pedreiro_geek
  • Alelex88: mina, teu template é show #pedreiro_geek
  • danielimoreira: aí, mina, tu libera o cooler no primeiro encontro? #pedreiro_geek
  • Ludivon: “gata, tu não anda, tu processa” #pedreiro_geek
  • Alelex88: essa é a nora que minha motherboard pediu a @deus #pedreiro_geek
  • Alelex88: ah, essa banda larga lá em casa #pedreiro_geek
  • danielimoreira: no myspace ou no teu? #pedreiro_geek
  • danielimoreira: é você quem dá o up no meu date #pedreiro_geek
  • Alelex88: se eu te pego eu te desconfiguro #pedreiro_geek
  • Alelex88: você tem bluetooth? porque foi só passar que tive um Update Automático… #pedreiro_geek
  • danielimoreira: quando deus te desenhou, ele tava numa wacom #pedreiro_geek
  • Alelex88: você é o Easter Egg que faltava na minha marmita #pedreiro_geek
  • Ludivon: “aê mina, você é o código que falta no meu script” #pedreiro_geek
  • Alelex88: e aí, gata, tá a fim de depurar o meu bug? #pedreiro_geek
  • gborin: -gata, vc trabalha no google? -não, pq? -Pq tudo que eu procuro, acho em vc. #pedreiro_geek_romântico
  • umtantocacto: você não é a Fail Whale, mas fez meu passarinho subir. #pedreiro_geek
  • Alelex88: c’mon beibi light my firefox #pedreiro_geek
  • Alelex88: e aí, gata, tá a fim de um quicktime? #pedreiro_geek
  • senhordaguerra: E aí? Qndo vc vai me deixar ser admin. Cansei de ser um Guest na sua vida. #pedreiro_geek
  • umtantocacto: não dá unfollow que eu gamo! #pedreiro_geek
  • Alelex88: cada passo dessa gata é uma animação em flash #pedreiro_geek
  • danielimoreira: imagina uma bolinha no alto do morro. imaginou? e aí? rola ou rickroll’d? #pedreiro_geek
  • Alelex88: eu queria ser um bug pra conhecer esse código por dentro… #pedreiro_geek
  • gabrielouback: morena, vc não é o @marcelotas, mas deve estar cheia de seguidor… #pedreiro_geek
  • Alelex88: bora preencher esse espaço livre no seu HD? #pedreiro_geek
  • danielimoreira: tô louco pra molhar meu cookie no teu java, gata #pedreiro_geek
  • Alelex88: que que isso, morena. bem que o google me disse hoje que eu tava com sorte… #pedreiro_geek
  • danielimoreira: aê, vai partilhar esse folder aí ou vai ficar regulando mixaria? #pedreiro_geek
  • fabianny: “meu servidor baleia quando você passa” #pedreiro_geek
  • Alelex88: Isso é mais de 1 GIGA de mulher e eu não sou nem 100 MEGA de hômi #pedreiro_geek_de_baixa_auto-estima
  • gabrielouback: se você fosse um sanduíche, te chamava de X-ML. #pedreiro_geek
  • Ludivon: “Se você fosse um sanduíche, você seria o XHTML” #pedreiro_geek
  • gabrielouback: é muito giga pro meu hdzinho… #pedreiro_geek
  • gabrielouback: 140 caracteres é pouco para o que vou fazer com você. #pedreiro_geek
  • danielimoreira: gata, você não é o firefox mas ocupa toda a minha memória #pedreiro_geek
  • danielimoreira: tu nem precisa usar caps pra me deixar de caixa-alta, morena #pedreiro_geek
  • Ludivon: “Seu eu pudesse, te bookmarcava todinha” #pedreiro_geek
  • Ludivon: “Gata, você não é senha, mas é um mistério pra mim” #pedreiro_geek
  • Alelex88: e aí, gata, mexe aqui na minha aba de preferências avançadas #pedreiro_geek
  • cristalk: vai ser twitteira assim lá em casa #pedreiro_geek
  • Ludivon: “Nossa, não sabia que boneca twittava” #pedreiro_geek
  • danielimoreira: seu cachorrinho tem twitter? #pedreiro_geek
  • Ludivon: “Nossa, com um modem desses, tá convidada a conectar lá em casa” #pedreiro_geek
  • danielimoreira: fica com ciúmes não, gatona, não troco o seu 4.0 por duas 2.0 #pedreiro_geek

Você também quer participar? Deixe nos comentários a sua cantada de pedreiro geek gemza!

Aleléx

Anúncios




Nova colaboradora: minha tia Afrodite

3 04 2009

Minha tia Afrodite ficou sabendo recentemente que eu faço um blog e tals, ela adora a Ludivon (“uma graça de menina!”), e é do tipo essas tiazonas bem animadas, sabe? curte os lances modernos, até comprou a Época pra saber sobre o Twitter (“chique demais, gemza! vou entrar”)… daí, olha só a idéia dela:

“Eu posso escrever de vez em quando pra vocês dicas sobre um monte de coisas!”

Estranhei. “Como assim, tia? Que monte de coisas?” Ela: “Coisas que interessem aos seus leitores. Dicas… Sobre sexo!”

Nessa hora, como vocês podem imaginar, eu já tava achando melhor não discutir e entregar nas mãos miseráveis sábias do infinito. A gente tem a participação especial da Indecente, não tem? Pois então, que mal tem a tia Afrodite dar os pitacos dela também, né? Dizem que quando mocinha era do balaco e dava nó em… em pingo d’água… hihihi

Então, este post é apenas para avisar a vocês que, qualquer hora, tia Afrodite entrará aqui para dar uns pitacos, e vamos torcer para a sabedoria dela ser útil pra toda gemza. Deve nos render uma risada ou duas, pelo menos.

Esta aqui é ela. grande tia Afrodite!

tia Afrodite é legau

Oie!

Aleléx





Fantasias zeguizuais

2 02 2009

Menines e menines querides, hoje estava toda atenta ao Twitter pra ver quais misérias estavam por vir e acabei caindo em um blog bem legal, o Elas Eles, achei o último post a caaaaara da Lãhauzi e pedi pra fofa da Tessa que deixou super de boa eu postar aqui as experiências e análises dela em um assunto que vocês ATORAN, qual é? ZÉGUIZO, seus safadenhos!

A menine escolheu algumas fantasias sexuais e fez uma análise crítica e detalhada delas, ou seja, ta na cara que vocês vão adorar.

**Tentei manter o texto o mais fiel possível ao original, fiz sutis modificações, obrigada pela experiência Tessa =*

ESCADARIA:
pro cara é uma boa posição, mesmo que ele esteja dando um duplo twist carpado não sentirá tanto desconforto quanto a mulher [no caso de gueis, pense em quem está sendo ativo e quem está sendo passivo]. Mulher [passivo (a)]: se ficar de 4 esfola os joelhos, se ficar deitada (barriga pra cima), destrói a coluna [talvez fique até entrevada na escada]. Melhor horário para sua execução: entre 01 e 06h.
NIVEL: 4
NOTA: 5

ELEVADOR: pra ambos é bem bom, não tem grandes problemas. Certifique-se que o elevador tenha aquele botão que bloqueia ele [caso não tenha, prepare-se pra grandes sustos] Melhor horário para sua execução: entre 01 e 06h.
NIVEL: 5
NOTA: 7

NA RUA: adrenalina total, é arriscado mas também divertido, fica-se com altas histórias pra contar. Acredito que seja mais prazeroso para o homem do que para a mulher, vai depender muito do cara [ou o(a) ativo(a)] a mulher conseguir ter prazer. Melhor horário para sua execução: entre 00 e 05h.
NIVEL: 10
NOTA: 7,5

NO CARRO: prazeroso para ambos, se for se aventurar no banco de trás, o máximo que pode acontecer e bater em algum lugar, mas nada que ofereça algum risco. Se for no banco da frente, a mulher [passivo(a) ah vocês já entenderam] tende a sair toda desmontada, fora que há o risco de quebrar alguma coisa. Outra dificuldade é achar local para estacionar, se não for em drive in, qualquer lugar que se pare o vidro embaçado pode denunciar vocês, é um risco alguém bater no vidro… ou a polícia chegar ahauhauaahauahuaahau. Melhor horário para sua execução: entre 22 e 05h [se seus horários forem malucos, prepare-se pra adrenalida].
NIVEL: 8
NOTA: 9


FANTASIAS
[ex: enfermeira, empregada,…]: mais comum para os homens, mas se bem conduzida pode ser bem prazeroso para os dois. Se ela não for levada ao pé da letra [tipo, a mulher ir a um hospital vestida de enfermeira e o parceiro ir lá abordá-la “gata, minha pressão ta nas alturas”] não oferece nenhum risco. Melhor horário para sua execução: qualquer hora, depende do que se está planejando.
NIVEL: 0
NOTA: 4

PS: Para as avaliações foram levadas em conta experiências pessoais e de alguns conhecidos, o nível foi calculado baseado na periculosidade e execução. A nota, de acordo com o nível de prazer que ela pode proporcionar.

Quem já experimentou, dê seu pitaco.
E quem não experimentou ainda, fique a vontade para perguntar.

Ludivon





Confissões de uma indecente – III

5 12 2008

A indecente manda dizer que o pastor está satisfeitíssimo com o andamento das confissões. Manda agradecer a todas as manifestações de apoio e pede a paciência de vocês para continuar se confessando, porque ainda tem muita miséria história pra contar.

No post de hoje, mais um episódio pecaminoso que ela precisa tirar de cima dos ombros para poder se sentir mais livre, leve e solta. Ouçamos com o essi dois aberto:

Faz pouco tempo, eu me apaixonei por um crente. Estava eu em uma festa open bar, na qual o meu namorado não quis ir, apesar de eu ter insistido. Fui de melindrosa, com saia de biscateira e meia calça (pois não queria que vissem minhas celulites); como sempre, bebi todas, festas open bar são as mais tentadoras. Naquele momento, vi um rapaz da minha sala, com quem eu não havia trocado nem três palavras em dois anos e meio de faculdade, ele estava vestido de Zorro. No auge de minha bebedeira, olhei para aquele cara e resolvi falar: eu sou completamente apaixonada por você, e ele permaneceu parado, boquiaberto, e chocado, não acreditando no que aquela menina que ele nunca tinha conversado na vida estava falando. Continuei: desde a primeira vez que te vi, não paro de pensar em você, sou louca por você. Ele disse: nossa, eu nunca imaginei. Quando ele disse isso, eu me toquei da merda que eu estava falando e pensei “nem eu”. Mas em vez disso, disse: é verdade. Então ele explicou que era evangélico e que namorava há 3 anos e meio, e apesar de sentir vontade, ele não trairia a namorada por não fazer parte da índole dele, que um beijo não seria apenas um beijo, que ele não conseguiria me beijar e dizer “eu te amo” para a namorada da mesma forma no outro dia. Eu (que também possuo namorado) resolvi filosofar, “eu não vejo mal em duas pessoas fazerem o que têm vontade, se elas não estão fazendo mal a ninguém”, ao que ele disse “mas todos da classe estão vendo”, daí eu dei uma de pedreira e disse “vamos lá ao cantinho”, ele disse “não, não é bem assim”, aquele papo de crente (é claaaro que se ele não quisesse já teria me dado um fora, ele estava tentado!!! não tenho dúvidas), ele voltou a explicar “pra mim, um beijo não é só um beijo” e eu finalizei para o crente “a gente não precisa beijar, a gente pode fazer outra coisa hihihi”, ele disse que eu estava muito bêbada e continuou me ignorando.

Ao fim da festa, fomos ao estacionamento, ele elogiou meu brinco, eu disse que ele devia gostar da dona, ele ignorou meu comentário. Mas dois dias depois veio à minha casa aprender estatística. Por favor, não pensem que não sou religiosa, tenho nada contra, ao contrário, sou muito religiosa, rezo todos os dias antes de dormir, quando acordo, medito pelo menos 15 minutos por dia, acredito no Segredo e vou fazer uma tatuagem de cruz.

Ludivon me pediu para subir este post porque ela ficou um pouco emotiva com o relato e não estava em condições. Mas já se recompôs, não se preocupem.

Aleléx

P.S.: E vocês pensam que acabou? pffffff

P.S.2: A indecente já está apaixonada por outro carinha fikdik





Primeira enquete miserável

2 12 2008

Devido ao sucesso das confissões da indecente (os dois posts anteriores a este), vimos que estava na hora de realizar nossa primeira enquete. Com esta forma de consulta aberta, podemos dar uma força à nossa querida indecente e ajudá-la a decidir o que fazer daqui pra diante.

Sem dúvida nenhuma, a opinião miserável qualificada de nossos leitores fará diferença. De nossa parte, nos comprometemos a repassar os resultados a ela quando dermos a enquete por encerrada. Não deixem de meter o bedelho na vida dela participar:

Notaram que vocês mesmos podem digitar uma opção diferente no campo “Other”, né? medo

Aleléx





Lan House Chat ao vivo!

13 11 2008

Como estou cada vez mais conectado, usando todas as misérias da internet redes sociais possíveis, Twitter, Facebook, Tumblr, Plurk, Urgh e Blergh!, e me animando cada vez mais com as infinitas possibilidades de perda de tempo comunicação instantânea em tempo real, resolvi fazer uma experiência online aqui no blog.

Vou abrir uma janela temporária de chat ao vivo no Lan House do Purgatório durante uma ou duas horas, sempre de surpresa, e convidar vocês, nossos queridos leitores que estiverem online no momento, para participar e opinar sobre a patifaria atividade que eu estiver fazendo naquele momento.

A idéia é dividir com vocês – o público que sempre nos stalkeia prestigia – uma parte do cotidiano do blogueiro, criando um canal de comunicação mais direto e uma maior intimidade. Espero que gostem da experiência. Se der certo, farei outras vezes.

Com vocês:

Lan House Chat ao vivo com: Aleléx

15:45

Olá pessoal! Bem-vindos ao primeiro Lan House Chat ao vivo.

15:46

Acabo de chegar do almoço com a namorada, e, pelo clima, acho que vai rolar zéguizo daqui a pouco! hihihi

15:46

Ela tá no banheiro agora, fiquei aqui na cama esperando. Tô com um bom pressentimento! =P

15:47

Se bem que essa feijoada no meio da semana pode não ter sido uma boa. =\

15:48

[Comentário de Cecon]

Você acha que essa opção de cardápio pode ter influência negativa no bom andamento dos trabalhos?

15:49

Boa pergunta. Espero que não. Por sorte, a gente usa um colchão d’água, aí dá pra pôr a culpa de qualquer barulhinho mais chato nele. =~~

15:50

Vamos à primeira enquete com os leitores:

15:50

Quanto tempo devemos ficar nas preliminares?

0 a 5 minutos

(43%)

6 a 10 minutos

(55%)

Mais que 10 minutos

(2%)

15:51

Ela tá vindo *_*

15:52

Tamo nos pegando, beijação doida…

15:55

Ela acaba de dizer que beijo igual nos filmes!! = D

15:55

[Comentário de Broono]

ixi mau sinal!!1

15:56

Mas pode ser um elogio, não pode? O.o

15:57

[Comentário de {Gui}lherme]

infelizmente, acho que não, Aleléx. = (

15:58

A intenção foi elogiar?

Sim

(20%)

Não

(60%)

Mais ou menos

(20%)

16:00

Ela tá em cima de mim, tirando meu cinto. desculpem se eu deixar de repsonder alguma pergunta a partir de agora…

16:02

Acabo de peidar um pouquinho. =( Dei uma tossida e balancei a cama pra disfarçar. Acho que enganei bem. Vou beijar mais antes que o cheiro suba.

16:03

Trocamos de posição,. agora eu tô por cima

16:04

Tá ficando difi´cil usar o laptop. Talvez e4u tenha que passar pro Blackberry.

16:06

Ela acaba de dizer “hora de vestir a golinha rolê de borracha” Não sei bem o que respondo comofas

16:06

[Comentário de Patty]

Melhor fazer o que ela tá dizendo!

16:07

aham! droga, não vou conseguir segurar, tô quase, mas ela ainda não gozou!! Comofas?? AJUDEMM!!!

16:07

[Comentário de Ludivon]

rápido olha aqui! http://www.youtube.com/watch?v=KC9FtLQJoGM

16:08

Brigado! essa foi por pouco…

16:10

Ela tá fazendo um barulho dos diabos agora. Acho que tá quase tendo um be-bop-a-lula.

16:10

[Return in] 5 minutes

16:15

Pronto. Terminamos.

16:16

Acaba de dizer que sou “impressionante” na cama. uhull!! @_@

16:16

[Comentário de Gabizão]

Ela tava fingindo. \o/

16:17

Ela estava fingindo?

Sim

(85%)

Não

(10%)

Talvez

(5%)

16:20

Hum… acho que temos uma maioria de leitoras hoje. =/

16:21

Esta transmissão ao vivo foi encerrada.

Aleléx





Entrevista exclusiva com um ator pornô

22 10 2008

O Lan House do Purgatório traz hoje pra vocês uma entrevista exclusiva e reveladora com um ator pornô profissional em atividade no mercado brasileiro. Daniel Lovestrong concordou em conversar comigo e com Ludivon e autorizou que gravássemos sua voz para produzir um podcast da entrevista.

Suas únicas exigências foram manter o nome verdadeiro no mais absoluto sigilo e disfarçar o áudio com aquele efeito medonho de voz de pato. Atendemos o pedido, mas a lhama de estimação da Lud devorou a fita K7 (cof cof), e, por isso, não vai rolar podcast. Mas como isso só aconteceu depois da transcrição das falas, o conteúdo da entrevista foi preservado.

Com vocês, a íntegra desta surpreendente conversa:

Aleléx: Como é ser ator pornô? É lecaus?

Ludivon: (olha para Aleléx sem acreditar na imbecilidade da primeira pergunta)

Daniel Lovestrong: É uma bela bosta. Eu sei que você vai dizer: “Ah, conta outra, mew! Você deve ter o maior luluzão e ainda ganha pra fazer zéguizo! saycu”. Olha, isso é verdade, mas ser profissional não tá com essa bola toda que a galera imagina. Estou no ramo há quase cinco anos e, apesar de às vezes até ser divertido, a maior parte do tempo é um estresse filho da puta. Claro que, no geral, é maneiro ficar ali, na moral, com as minas, e tals. Mas o dia-a-dia da miséria, mew… acaba com você. Aí você me pergunta por que eu faço isso, e eu…

Ludivon: (interrompendo) exatamente! se é tão saycu por que você faz a miséria então, gemza?!

DL: Olha, pra quem chegou no meu nível, a grana até que é boa, embora não seja nenhuma fortuna. Nosso trabalho é fazer sexo, né. Bom, mas a verdade é que alguém tem que fazer e não é qualquer um que dá conta do recado com todas aquelas luzes em volta, a equipe de filmagem, o diretor berrando “soca mais forte, fagundes!” Honestamente, não vou negar: é bem melhor que trabalhar no McDonald’s, que era meu trampo anterior. Eu sei que, mais cedo ou mais tarde, vou acabar fazendo coisas mais tranqüilas. Mas, por enquanto, continuo na batalha aí mesmo, apesar de ser essa bela xuca azeda que eu já disse.

Aleléx: Pô, você já falou que acha uma bosta, mas ainda não explicou por quê…

Ludivon: É, mew, explica por quê…

DL: Vou explicar, vocês vão entender. Primeira coisa: Você é OBRIGADO a fazer sexo. Eu sei que parece maluquice – é pra isso que estamos ali –, mas é verdade. Pensa junto comigo: pode até ser que você viva excitado o tempo inteiro – eu vivo -, mas isso não significa que vai querer trepar o dia inteiro. A gente quer trepar quando tá a fim, certo? Não quando “está na hora”, toda hora! Digamos que seja duas da tarde. Ou sete da manhã. Tem oito pessoas no estúdio – você, o diretor, a menina com quem vai “trabalhar”, o câmera, o cara da iluminação, o maquiador, e sempre tem um outro cara que você nunca sabe pra que serve – e, de uma hora pra outra, tá na hora de socar o fagundes. VAI! Quer dizer…

Aleléx: Hum, tô começando a entender…

Ludivon: (ainda não convencida) Seja mais específico. Conte algum problema para que possamos entender melhor a miséria toda.

DL: OK. Fazer o fagundes levantar, por exemplo. O pesadelo de todo homem não passa de um probleminha meia-boca num set pornô. Claro, porque hoje em dia tem montanhas de Viagra e Cialis, e parece que, pronto, resolvido o problema. Mas existem efeitos colaterais de ficar tomando esse tipo de medicação com tanta freqüência.

Aleléx: Tipo…

DL: Porra, o primeiro deles é que o corpo desenvolve resistência ao princípio ativo se tomar demais. Aí, com o passar do tempo, você pode derrotar uma mão cheia de pírolas que vai ter zero de efeito. Quer dizer, do efeito desejado, porque as dores de cabeça serão de fuder e ainda corre o risco de perder a visão. Aí é duro, né, colhega? Sem trocadilho. Chegou nesse ponto, só te resta aplicar injeções direto no fagundão – com agulha mesmo – usando uma medicação líquida mais forte. E, com o tempo, ele vai ficando todo espetado na base…

Ludivon: (sente náuseas)

Aleléx: (sua frio)

DL: Só o Exu Tranca Xuca da Sétima Buatchy sabe que outros efeitos miseráveis aquela droga pode estar fazendo no corpo, mas a gente tem que fazer a cena, né?

Aleléx: Mew, que barra…

DL: Nem me diga, meu chapa.

Ludivon: gemza (mexe no cabelo)

Aleléx: Bom, você está começando a me convencer, mas, é só isso? Que outros problemas pode haver?

DL: Só isso? Você tá de brinks com a minha cara. Mas eu te digo o que mais pode haver. Os homens que trabalham nesse ramo ganham muito menos que as mulheres. Que tal essa? Cada atriz pode levar de R$ 900,00 a R$ 1.200,00 por cena, dependendo do número de caras com quem ela vai ter que “contracenar” e da modalidade de porcaria que vai ter que fazer. Tipo: penetração dupla, penetração tripla, ménage, anal, candelabro-vienense, essas misérias. Quanto você acha que um cara ganha? Em média, R$ 500,00!!! É verdade que pode ser mais, principalmente se você já tem um nome, seu fagundes for conhecido… Mas a mentalidade é a seguinte: mew, você já tá trepando com uma atriz pornô toda boa, dê-se por satisfeito de ainda estarem te pagando alguma coisa por isso!

Ludivon: hahahahaha

Aleléx: Pô, até que faz sentido rs

DL: Cês tão me sacaneando? saycu. Não é justo. Depois que a gente fez o que tinha que fazer, e lambrecou tudo lá, e rolou legau, é maneiro. Mas quando você sai dali e percebe que não vai dar pra pagar nem uma prestação inteira daquela Jacuzzi que você comprou pra relaxar em casa e já tem que filmar novamente só pra poder pagar a próxima parcela do refinanciamento da sua dívida do cartão… aí já começa a perder a graça.

Aleléx: É, tá me convencendo de novo…

Ludivon: Acho que tá faltando falar mais de putaria, tá ficando muito técnico. Conta algo ali do vamo-vê que todo mundo acha que é legal mas nem é.

Aleléx: Boa, Lud!

DL: Fácil. Podemos falar da “pontaria”, por exemplo. Quando tá na hora do fagundão disparar, o diretor quase sempre quer que você acerte o rosto da sua parceira. Não tem nada pior do que você ter acabado de fazer uma cena no capricho, tudo certo, pra no finalzão, ela preparadona lá, língua de fora, geral na expectativa, e o troço dispara pro lado errado, vai parar na outra parede, no teto, na putaquepariu, mas no rosto dela, que é bom, só pega uma gota que a câmera nem capta! O diretor berra “CORTA!” e, em geral, manda repetir.

Aleléx: Mas dá pra fazer isso?!?

Ludivon: -q

DL: Cara, a gente tenta, mas é foda, e nem dá pra pedir um pinto novo emprestado, né. A auto-estima sai arranhada.

Aleléx: Poha, que bad. Ah, mas contracenar com aquelas meninas lindas, cada corpão que não é toda hora que se vê por aí… Tem que ter o lado bom, mew!

DL: Bicho, você tá por fora. Isso até pode acontecer, mas não é bem assim. Olha. Acredite se quiser, nesse meio também tem os gostos de cada um. Você pode não gostar daquele silicone todo, aquilo pode ser uma maldita arma branca, quicando perigosamente pra todo lado, e, se te atingir no contra-golpe, a pancada pode ser violenta e machuca! E você pode se ligar só em morenas, ou louras, e a menina não é do seu tipo, ou te lembra a tua irmã! Pode ser gorda demais, magra demais, alta demais, musculosa demais… você entendeu.

Aleléx: Uhum.

DL: Não importa se você ODEIA ela, ou a cara dela, ou o cheiro dela, ou o gosto dela – tem que encarar e dar conta do recado ou vão colocar outro paspalho no seu lugar. Mas até pode acontecer de você dizer que não vai dar, que não rola mesmo. Mas aí você acaba com fama de “cara difícil”, “cara pentelho”, “não dá pra trabalhar com esse aí”, e, com o tempo, os escaladores de elenco vão parar de te chamar. É um problema real, é sério, e pra não cair nessa tem que ter controle mental de Samurai, imaginação de Júlio Verne, poder de concentração de mestre Jedi.

Ludivon: ai vocês homens são tão visuais…

Aleléx: Fato. Bicho, eu nunca tinha pensado que podia haver tantas dificuldades assim.

DL: E tem mais. Você tem que ser Garanhão modelo Frescura Zero: pode ser que a cena seja um ménage: você, a menina e outro cara. Se rolar penetração dupla, é ctzzz que seu fagundes vai no mínimo roçar no pinto do outro. Brrrr. Também não é nada confortável quando o cameraman tem que debruçar por cima de você, praticamente apoiado nos seus ombros, pra tentar pegar um close radical da menina que está com seu saco inteiro na boca. E você não gosta de sexo anal? Azar o seu. Não é grande fã de suquinho de lelé? Dane-se! Eu, por exemplo, odeio quando tenho que levantar a menina do chão e sair bufando pelo cenário, arrastando ela pela parede, pela pia da cozinha, por cima do armário, por trás do tanque… Eles não querem saber. Faça o serviço ou ceda o lugar pra quem estiver disposto, a fila lá fora é grande.

Ludivon: Tô começando a ficar com pena de você, de verdade.

Aleléx: Eu também. Estou até com medo de prosseguir a entrevista…

DL: E eu mal comecei. Faço questão de dizer, por exemplo, uma coisa que quase ninguém fala. Publica isso aí. As miseráveis machucam nosso pinto! Porque, não se esqueça, elas também querem passar a impressão do máximo de empolgação, entusiasmo, tesão. A carreira e o cachê delas também estão em jogo o tempo todo, como o nosso. Aí, o que é que acontece?

Aleléx: meda de perguntar

DL: Mas eu lhe digo! Ela morde a coisa com vontade! Mete os dentes! Bate uma munheta com o máximo de força e velocidade que ela consegue, chupa o que tem que chupar igual um desentupidor de pia miserável movido a diesel! É isso que ela faz.

Ludivon: nhaim…

DL: Sim, eu sei. E é quase impossível dizer pra ela parar de fazer alguma coisa que te machuca, ou que te deixa desconfortável, porque provavelmente vai melindrar a moça. Às vezes, ela simplesmente não saca o que pode haver de mal, ou, se saca, não dá a mínima. Pra ela tanto faz. E você não pode contar com a solidariedade do diretor, nem de ninguém da equipe. Afinal, o que está sendo triturado como se fosse numa máquina de moer carne é o seu pinto, e não o deles.

Aleléx e Ludivon: (silêncio constrangido)

DL: E eu ainda tenho um agravante. Por causa de uma promessa, estou sempre com o anel peniano do meu Exu Protetor, gravado com o nome dado por meu Santo de Cabeça: LOVESTRONG. Meu anel peniano é como um talismã pra mim, ele me protege. Não tiro nunca, e às vezes é ainda mais desconfortável por causa disso. Posso mostrá-lo se vocês quiserem.

Ludivon: Não será necessário.

DL: Enfim… Ah! E tem também os ângulos! Os malditos ângulos! Tomadas radicais, flexões acrobáticas presse ou praquele lado, tudo pra que a câmera consiga mostrar o que o público pagante quer ver: o fagundes socando forte na xoxoquinha. Uma coisa bacana e agradável na vida real simplesmente não funciona nos filmes, aí a gente é obrigado praticamente a se dobrar no meio pra conseguir a imagem perfeita, e, acredite: dói. Tem horas que parece que o pinto vai quebrar. Não é de admirar que haja tantos por aí tortos e estropiados. Fora os problemas de coluna.

Aleléx: (visivelmente arrependido de ter proposto a entrevista) Bom, vamos encerrando, e gostaríamos de pedir suas considerações finais. Alguma pergunta final, Lud?

Ludivon: (pigarreando) Sei que vou me arrepender, mas gostaria de saber qual é o seu maior medo, trabalhando nesse mercado.

DL: Bem, como vocês viram, por fora parece divertido, mas acho que consegui mostrar que o mercado pornográfico é dureza e nem sempre compensa o tanto que a gente se esfalfa. Meu maior medo, trabalhando nesse mercado, é que meus amigos e minha família descubram o que faço pra viver. Acho que esse é o último grande motivo por que ser ator pornô é uma bela de uma bosta. Mas, até eu conseguir terminar a faculdade, é a única coisa que sei fazer, e acho que o jeito é continuar encarando. Pelo menos, as pessoas não costumam prestar muita atenção na cara do dono do pinto, né?

Aleléx: Verdade.

Ludivon: (tosse)

Aleléx: Bom, quero agradecer em  nome dos leitores do blog pela entrevista. Concluímos aqui mais um serviço que acreditamos ser de utilidade pública, e esperamos que tenham gostado. Muito obrigado, e até a próxima.

Ludivon: Beijos, galere.

DL: Eu que agradeço a oportunidade.

Entrevista realizada nos estúdios Lan House do Purgatório Hall. All Brinks Reserved © 2008

Repórteres: Aleléx e Ludivon

NOTA: A lhama de Ludivon passa bem.