O que fazer numa situação de socialização forçada

7 08 2008

Atendendo a pedidos, hoje falarei sobre uma situação muito incômoda que com certeza já aconteceu com todo mundo no mundo inteiro. As chamadas “situações constrangedoras de obrigação de socialização sem assunto corrente”, também conhecida como, falta de assunto em casos de convívio obrigatório, aliás, que seja, já entenderam o que eu quero dizer.
É quando você está em um lugar, e pra não ficar aquele silêncio incômodo, você se vê obrigado a falar um monte de asneiras que não queria falar e a ouvir misérias que nem te interessam, tudo pelo bem dos relacionamentos humanos.

É valido para os casos de: almoço, elevador, salinha do café, fumódromo etc. também quando você está, por exemplo, em uma mesa de bar com um amigo e um amigo dele, e seu amigo vai ao banheiro, e para não fazer o antipático, você tenta puxar assunto com a pessoa, mesmo ela sendo chata pra caralho.

Enfim, citarei alguns assuntos de conhecimento comum em forma de diálogo em uma situação corriqueira. Mas como eu não consigo ensinar nada que seja real realmente útil, vou dizer como você deve se portar para que a pessoa nem queria falar com você mais, te ache estranho e perigoso, assim nenhum dos dois se sentirá na obrigação de falar quando isso voltar a acontecer, evitando assim, possíveis futuros constrangimentos.
(Os comentários entre colchetes são ações, e entre parênteses são observações, e o iniciante da conversa é sempre você, a pessoa estranha em questão).

· Elevador
– Esquentou né
– Nossa, ta um frio da porra!
– É mesmo, né. Você está com frio não? Eu estou morrendo
– [vestido como se estivesse pronto pra uma expedição ao Alaska] Não…
– É, nem eu muito.

· Almoço
– Você está acompanhando as olimpíadas?
– Estou! E você?
– Não (mas todo dia você olha na UOL os resultados dos jogos). O que teve de jogo ontem?
– Ahn… futebol feminino, Brasil e Croácia, vôlei masculino, Suécia e Noruega, vôlei de praia masculino, África do Sul e Coréia. Só esses que eu vi.
– Aposto que quem ganhou foi o Brasil, Noruega e Coréia.
– Como sabe?
– Eu sempre tive esse dom de prever resultados. Topa entrar nessas apostas? Você dá o dinheiro e eu o palpite. Eu sempre acerto, mas não posso dar garantias.
– Fechado!
(Pronto, daí você vai errar provavelmente, e a pessoa não vai mais falar com você).

· Corredor
– Seu cadarço está desamarrado.
– (olha) não, está não
– Está sim!
– Não está
– É claro que está, olha direito!
– Mew, não está!
– Ah é, não está mesmo não, deve ter sido uma lagartixa.

· Salinha do café
– Estou com fome, vou comer um biscoito, aceita?
– Aceito, por favor.
– Não divido comida com estranhos.

· Fumódromo ou área comum (tipo sacada, varanda, entrada etc)
– Quer um cigarro?
– Não, obrigado, não fumo
– Que bom. Eu parei [acende o cigarro].

· Na porta, esperando – banheiro, portão de entrada, sala de reunião, sala de aula (esperando alguém abrir)
– Vai votar em quem nessa eleição?
– Ah, estou pensando no Alckmin mesmo. E você?
– Cara, Mario Covas na cabeça.

· Enrolando pra dar a hora de ir embora

– Oh, tédio…
– Estamos pensando em ir num happy hour depois, topa?
– Não posso, tenho ginecologista (diga mesmo se você for homem, melhor ainda).

· Encontro fortuito na rua
– Oi Fulano! [apertam as mãos]
– Oi! Onde está indo?
– Estou procurando um banheiro pra eu lavar as mãos.

· Mesa de bar (seu amigo levantou pra ir ao banheiro)
– Então, de onde conhece o Cicrano?
– Ah, amigos em comum, e você?
– Ele me comeu uma vez, depois disso, nunca mais nos desgrudamos. (bom que já queima todo mundo junto!).

· Festas e outros eventos sociais.
– Amigo, pega uma cerveja pra mim aí, por favor?
– Claro [pega a cerveja e te entrega]
– Obrigado amigão! (se for cerveja paga, não pague o cara, se for de graça dê uma moedinha de 10 centavos pra ele).

Se nada disso fizer as pessoas se afastarem de você, vire modelo, apresentador, dançarino, cantor e se candidate ao Big Brother.

Bjuzmimandaprabarbacena

Luddie Von

Anúncios

Ações

Information

33 responses

7 08 2008
Rodrigo

mas o mario covas não morreu? o_O *carioca*

7 08 2008
Katarine

falar de desgraças também pode dar certo. ou contar como foi o último episódio da Turma do Didi :*

7 08 2008
loolita

pode falar também que o show dos paralamas do sucesso é muito desanimado, pois herbert vianna nem levanta da cadeira pra cantar, HAHAHAHAAHHAHA

oi

7 08 2008
Luddie von

huuahahuhuauhaua Covas foi pra cova [piada infame mode: ON]

aaahuahuauhahuuaa, mas falar de desgraças é só desagradável, não vai assustar a pessoa…

Loopita, vou nem responder.

7 08 2008
Katarine

mas por ser desagradável a pessoa já vai parar de puxar assunto contigo. tu já vai tá no lucro \o/

7 08 2008
{gui}lherme

falar putaria no almoço com os colegas de escola que estudaram a vida inteira numa escola de padres também funciona, acreditem

ghsausahusahusahsausahusahusahasusahusahusa

AMAY as dicas, nunca sei o que falar nessas situações =S

7 08 2008
alelex88

uahauhauhauhauahuahauhauhauhauhauhauauha

ai lud, ri litruz, muito bommmmmmmm

7 08 2008
Cecon

auhaauhauhauhaahuhauhuhuahuhahuaha

– Ele me comeu uma vez, depois disso, nunca mais nos desgrudamos. (bom que já queima todo mundo junto!).

uueeepaaaaaa

7 08 2008
- taah

máno eu sempre fico sem assunto nas piores horas, ashdiuashdiu
amay =)

7 08 2008
Leticia

Casos de família parte 1!
O que fazer quando uma antiga amiga simplesmente passa a ignorar você?
ps: ela faz tudiiiinho que o seu manual de ser descolado manda fazer =DD

7 08 2008
crisca

o do cig e o do cadarço são ótemozzz!

7 08 2008
crisca

cigarro*

7 08 2008
Luddie von

uhauhauauhauhauha, po leticia, dá um toque nela, fala que essas informações não devem ser tão levadas a sério!

obrigada cris!

8 08 2008
Ludi

Ótemo post..mto bom! ri demias…como semper…

Falar sobre coisas escatológicas sempre dá certo!!

ficadica!
bejonssss, galere

8 08 2008
alelex88

muito bom, né ludi? E a reversão de expectativa total quando Luddie von, a meio caminho do artigo, manda essa: “como eu não consigo ensinar nada que seja real realmente útil…”

uahuahuahauhuauuhauhaa

9 08 2008
Tallita

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
“E a reversão de expectativa total quando Luddie von, a meio caminho do artigo, manda essa: ‘como eu não consigo ensinar nada que seja real realmente útil…’ ”
pode crer! =X

já me comeu? e se a pessoa for fofoqueira, comofas?

9 08 2008
Dann

muitoo bom super eficiente tbm 😀

10 08 2008
Adolfo

meu posso falar? Esse é o melhor-blog-do-mundo! hahahahahah

10 08 2008
pattyfranchini

olá.

estou tendo espamos de abtinencia.

tchau.

10 08 2008
pattyfranchini

olá.

estou tendo espasmos de abstinência.

tchau.

10 08 2008
ervilha.

a galere do blog morreu//?

prazer, leitora nova.
bjomecome.
fikdik

10 08 2008
vê se pode !

final de semana galere. todo mundo é filio de dels, relaxem (:
hausiaushiaushaiushaiuhsaiha

11 08 2008
alelex88

sim, galere, ouçam a vê, somos filios de dels, eu tava bebendo oks! nesta segunda tem post novo tzzzzzzzc

oops!

11 08 2008
Luddie von

Tallita, todos os meus ensinamentos são pseudo instrutivos!

aewwwww adolfooo, valew!

Patty e ervilha, a culpa é do alelex, essa trava preguiçosa!

11 08 2008
bottinham.

eu acho seus ensinamentos ñ pseudo instrutivos, cmofas?

11 08 2008
Phyteca

O post tá ótemo, deveria ter lido antes do dia dos pais para já começar a treinar com os parentes. Não aguento mais ouvir a primadomeucú falar as bostasdoseucú.

11 08 2008
Clara

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
AGORA CONSEGUI COMENTAR!!!
Só repetindo oq ue eu já tinha falado pra Ludi…mt bom!!
Vou andar com um casaco tipo “Alaska” direto agora…caso algum elevador apareça na minha frente, que dizer, um stop no elevador! kkk

BEIJU

11 08 2008
leandro

‘lanhouse do purgatório’: como dizem aqui em casa, ‘óóti’! 🙂

11 08 2008
Rodrigo

muito bom o artigo , huahuahua
ps:ja usei a do banheiro ( mão ) uma vez.
só que com leves alteraçoes , claro….

12 08 2008
M i m i

gemte, quero posts novos!!

O LDP virou minha nova coca.
hihihi

12 08 2008
Priester

Uso a do cigarro diretoO’
só que um tanto diferente…

-Quer um cigarro?
-Não obrigado, eu não fumo.
-É, eu também não. [acende o cigarro/olha pro outro lado como se estivesse esperando alguém/olha pro relógio…]

=P

14 08 2008
Leandro Marlon

Realmente estas conversas ”forçadas” são uma coisa pavorosa. Por esta razão ninguém senta do meu lado no ônibus, rs. Faço as coisas básicas…
Alguém sobe no ônibus, olha o lugar vago do meu lado… Se aproxima [cara amarrada, olha de rabo de olho e ignora a pessoa] – sempre funciona. Quando a pessoa começa a puxar assunto, olha para ela e não responde…
AHiuhaaiuhauiaha… é sensacional, rs…

;D

14 08 2008
Luddie von

hihihihihi

seu malvadinho blasé

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: